Fale Conosco Confirmar Pagamento Como comprar Home Seu Pedido Quem Somos Remedio e Dieta para Emagrecer. Veja como emagrecer com saúde!

Oferecido por www.hortoclin.com  Tudo sobre tratamento para emagrecimento.
 

Retenção de líquidos como evitar?
 

A explicação e a culpa pelo inchaço repentino é da absorção de líquidos pelo organismo, que acaba causando um breve, porém indesejado "efeito sanfona". De acordo com a endocrinologista da equipe médica do Dieta e Saúde e responsável pela clínica Biodiet, Márcia Kelman, uma pessoa pode ganhar de um a dois quilos, durante o dia, por conta da retenção de líquidos. Inúmeros são os fatores que levam a esse aumento de peso, bastante evidente na época da TPM e no período menstrual. Quando é essa a causa da retenção de líquidos, não precisa se preocupar. Torna-se um problema a partir do momento em que os causadores do inchaço são a hipertensão, os problemas renais, a má alimentação, o sedentarismo, entre outros. Deficiências na circulação, tanto do sangue quanto do plasma (líquido que transporta gordura e toxina nos vasos sanguíneos), podem ser consideradas as principais causadoras dessa absorção. E quem mais sofre com isso são as mulheres com o chamado corpo violão. Segundo Márcia, o organismo da população feminina com esse biótipo - cuja gordura está mais localizada no bumbum e nas coxas - retém ainda mais líquido no período pré-menstrual. A especialista ainda aponta os lugares de maior evidência do inchaço: "nas mãos e nas pernas, próximo ao tornozelo. Ainda existem pessoas com retenção hídrica generalizada, sentindo inchadas as mamas e a barriga". Além do inchaço do corpo, a retenção de líquidos pode causar dor de cabeça, pressão alta, vista embaçada e dor no peito. Para evitar o problema, a endocrinologista aconselha a prática de exercícios físicos, como caminhadas diárias, principalmente às vésperas da TPM, o que promove o aumento do consumo de líquidos e melhora a circulação do organismo. Além disso, recomenda-se fazer massagens, a exemplo da drenagem linfática, que é terapêutica e relaxante. "Em alguns casos, por indicação médica, chega a ser necessário o uso de diuréticos de ação leve", ressalta. No que se refere à alimentação, deve-se adotar uma dieta com menor consumo de sal. "Nesses dias, por exemplo, as pessoas devem trocar o shoyo tradicional pelo light, consumir cereais, fibras e frutas com maior teor de água, como melancia e melão", afirma.

Suor não é sinônimo de queimar gordura

Para muita gente, correr debaixo do sol do meio dia ou usar muita roupa enquanto se pratica esporte é sinônimo de emagrecimento, uma vez que acreditam que quanto mais transpirarem, maior será a queima de gordura. Acontece que suar não emagrece. Perde-se apenas água e sais minerais. Depois de uma sauna, por exemplo, a pessoa normalmente vai perceber uma redução em seu peso corporal, mas assim que ingerir o primeiro copo d'água, o líquido perdido vai sendo reposto e o peso acaba voltando ao normal. Segundo Vagner Bergamo, professor da Faculdade de Educação Física da Puc-Campinas, o organismo transpira para manter estável a temperatura interna do corpo. "O corpo humano sua para transferir calor de dentro para fora e assim manter a temperatura interna do organismo entre 36 e 36,5ºC", explica. Caso contrário, a temperatura do corpo poderia aumentar a ponto de cozinhar os órgãos internos.
O professor recomenda a prática de atividades físicas nos períodos mais frescos do dia, pela manhã ou no final da tarde.

"É importante que o indivíduo respeite o seu limite. Para se ter saúde é fundamental que a pessoa não estresse seu organismo. A atividade física tem que provocar um certo cansaço, mas sempre associado ao prazer, sem sofrimento", orienta Bergamo.
O suor é a secreção natural das glândulas sudoríparas, constituído de água (99%) e sais minerais (1%). Essas glândulas estão espalhadas por todo o corpo, mas se concentram nas axilas, mãos, pés, testa e dobras. Quando a temperatura interna do corpo ultrapassa os 37ºC, o suor age como um mecanismo de refrigeração: os vasos sanguíneos próximos à pele se dilatam e estimulam as glândulas sudoríparas a iniciarem o processo de transpiração. "Por isso é fundamental não bloquear esse processo com roupas pesadas. A recomendação é que se use roupas leves ao praticar qualquer atividade física mais intensa, para que o suor possa sair à vontade, caso contrário, o organismo pode sofrer fadiga", informa Bergamo. Quando a perda de líquido através da transpiração é muito intensa o indivíduo pode ficar desidratado, sofrer queda de pressão e até mesmo desmaiar.

No verão, as pessoas suam mais em virtude do aumento da temperatura ambiente. Mas, normalmente, quem está acima do peso transpira mais, uma vez que o acúmulo de gordura tende a reter o calor. Isso faz com que o corpo precise suar mais para refrigerar o organismo. Os magros, por sua vez, transpiram menos, graças à pouca gordura corporal, mas isso depende principalmente da herança genética. Suar também não desintoxica, porque a principal substância eliminada é a água e não as toxinas. Os rins são os órgãos responsáveis pela eliminação das substâncias tóxicas do organismo. Já que com a transpiração não se perde peso, o ideal é queimar gordura de uma maneira gradativa e saudável. Vagner Bergamo recomenda a queima de duas mil calorias por semana, que pode ser conseguida com 30 minutos de atividade física moderada, três vezes por semana. Caminhar, correr ou andar de bicicleta são atividades ideais para isso. No entanto, até mesmo subir de escada ao invés de pegar o elevador, ou lavar o carro no fim de semana, podem ajudar a queimar calorias. "Com esse ritmo de perda de calorias, o indivíduo queima um quilo de gordura por mês. Ele perde gordura mas ganha saúde", afirma. Para perder um quilo de gordura é necessário queimar 7720 calorias.

 

Curta nossa FanPage

 

< VOLTAR

 
Dieta para Emagrecimento | Dieta para Perder PesoRemedio para Emagrecer | Dieta para Emagrecer | Como Emagrecer - Hortoclin |